[Resenha] Túneis - Roderick Gordon e Brian Williams

13 de set de 2012
Túneis - Roderick Gordon e Brian Williams
Editora Rocco
ISBN: 8561384328
Ano: 2008
Páginas: 480
Página do livro no Skoob
Classificação: 

Will é um garoto de 14 anos cuja única afinidade com seu excêntrico pai é a paixão pela arqueologia. Ele passa a maior parte do seu tempo livre cavando buracos nos arredores do terreno de sua casa para realizar descobertas científicas, fugir da pressão da escola e da mesmice da família. Um dia, seu pai desaparece misteriosamente por um túnel que Will não conhecia, e o garoto começa a cavar, literalmente, a verdade por trás do sumiço do pai.
Resenha:
Will Burrows é um garoto de 14 anos que tem uma família, no mínimo, peculiar: sua mãe passa os dias vendo e revendo programas de tv; o doutor Burrows, seu excêntrico pai, está sempre ocupado com suas pesquisas arqueológicas e, a não ser quando saem juntos para fazer escavações, quase não se falam; e por fim, vive em pé de guerra com a irmã caçula, Rebecca, que por acaso assume o papel de chefe de família já que os pais relapsos não o fazem. Will acabou pegando do pai a paixão pela arqueologia e passa a maior parte do seu tempo livre cavando buracos em terrenos baldios da cidade, isso quando não está sofrendo bullying na escola por ser albino com seu único amigo, Chester.

Os dois primeiros capítulos são meramente introdutórios, contam a rotina de Will e pintam o cenário do livro. O enredo me prendeu completamente por volta do terceiro ou quarto capítulo, quando o mistério começa a se esgueirar lentamente pela história, deixando aquele clima gostoso de suspense e vontade de não largar do livro até terminar. As coisa ficam realmente agitadas quando o doutor Burrows desaparece de repente, quase sem deixar rastros, e Will, sempre junto acompanhado de Chester, começa a investigar o caso. Lógico que eles não tinham a menor ideia de onde estavam se metendo.
É um pouco complicado comentar mais sobre o enredo sem soltar spoilers, e as revelações de cair o queixo são o que deixam o livro mais empolgante. Os personagens são muito bem desenvolvidos, tanto os protagonistas quanto os coadjuvantes que, aliás, são de extrema importância para a história. Confesso, meu favorito é o Cal, não sei o que vi nele, se fosse uma pessoa de verdade eu provavelmente o odiaria, mas adoro aquele menino.

Também gostei muito do estilo de narrativa. As descrições são muito completas, mas não longas o suficiente ao ponto de se tornarem enfadonhas, e os autores não perdem tempo com o que não é relevante para a história. O livro é repleto de ação, tanta que muitas vezes tive pena de Will, que quase não tem um minuto de descanso entre lutas e perseguições. Enquanto as páginas passam, é possível perceber que o mistério é bem maior do que poderíamos imaginar, o que só deixa o gosto de quero mais quando as páginas acabam. Recomendo que tenham Profundezas em mãos quando terminarem Túneis, pois é impossível esperar para saber o que acontece. Túneis é a série perfeita para quem gosta de enredos e mistérios bem estruturados e muita ação, do tipo que te fazem se perder nas páginas e roer as unhas de ansiedade.

A resenha dessa vez não foi feita por mim,e sim pela linda da Elizabeth Costa,obrigado!  
Quem amou?
Já desejava Túneis a algum tempo mas agora virou questão de necessidade lê-lo.

3 comentários:

  1. Sua resenha me despertou vontade de ler o livro, como a maioria de suas resenhas. Parabéns!
    Me despertou vontade de ler esse livro, e mudou meu conceito sobre minha primeira impressão da capa.

    ResponderExcluir
  2. É a primeira vez que ouço falar sobre esse livro, mas a resenha me encantou. Acho interessante quando os livros tratam sobre personagens jovens que buscam solucionar um problema..

    ResponderExcluir

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

Resenhas

Alien - Alan Dean Foster
A tripulação da nave Nostromo é despertada antes do tempo de seu sono criogênico. Misteriosos sinais vindos dos confins do espaço são recebidos pelo computador de bordo, e a equipe é acionada para...
Star Wars: Um Novo Amanhecer - John Jackson Miller
Desde os terríveis acontecimentos em STAR WARS - Episódio III: A vingança dos Sith, quando todos os Jedi foram perseguidos e condenados à morte, Kanan Jarrus tem...
Eu, Robô - Isaac Asimov
Eu, robô reúne os primeiros textos de Isaac Asimov sobre robôs, publicados entre 1940 e 1950. São nove contos que relatam a evolução dos autômatos através do tempo, e que contêm em suas páginas, pela...
Nosferatu - Joe Hill
ictoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...

RESENHAS MAIS LIDAS

LEIA MAIS

Resenhas

Só por Hoje e para Sempre - Renato Russo
Entre abril e maio de 1993, Renato Russo passou vinte e nove dias internado numa clínica de reabilitação para dependentes químicos no Rio de Janeiro. Durante...
Espinho de Prata - Raymond E. Feist
Durante quase um ano, a paz reinou nas terras encantadas de Midkemia. Porém, novos desafios aguardam Arutha, o Príncipe de Krondor, quando Jimmy, o mais jovem...
Roleta Russa - Jason Matthews
Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de...
A Desconhecida - Peter Swanson
Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece em uma noite de...

MAIS LIDAS

LEIA MAIS