[Resenha] O restaurante no fim do universo - Douglas Adams

27 de nov de 2012
O restaurante no fim do universo - Douglas Adams
Editora: Sextante
ISBN: 9788599296950
Ano: 2010
Páginas: 173
Página do livro no Skoob
Classificação: 
O que você pretende fazer quando chegar ao Restaurante do Fim do Universo? Devorar o suculento bife de um boi que se oferece como jantar ou apenas se embriagar com a poderosa Dinamite Pangaláctica, assistindo de camarote ao momento em que tudo se acaba numa explosão fatal? A continuação das incríveis aventuras de Arthur Dent e seus quatro amigos através da galáxia começa a bordo da nave Coração de Ouro, rumo ao restaurante mais próximo. Mal sabem eles que farão uma viagem no tempo, cujo desfecho será simplesmente incrível. O segundo livro da série de Douglas Adams, que começou com o surpreendente "O Guia do Mochileiro das Galáxias", mostra os cinco amigos vivendo as mais inesperadas confusões numa história cheia de sátira, ironia e bom humor. Com seu estilo inteligente e sagaz, Douglas Adams prende o leitor a cada página numa maravilhosa aventura de ficção científica combinada ao mais fino humor britânico, que conquistou fãs no mundo inteiro. Uma verdadeira viagem, em qualquer um dos mais improváveis sentidos.
Resenha:
Esta resenha contém spoilers do primeiro livro que já foi resenhado aqui, então não recomendo a leitura para quem não começou a série "O Mochileiro das Galáxias". Antes de comentar o segundo livro achei necessário contar o final do primeiro para vocês entenderem e se situarem melhor:

Pensador Profundo foi um computador gigante construído por Vroomfondel e Majikthise com a finalidade de dar a resposta para a Questão Fundamental da Vida, do Universo e Tudo Mais, após sete milhões e meio de anos a única resposta obtida foi "42". Para obter uma  resposta mais exata e satisfatória outro computador teve que ser criado, a Terra. Sim, nosso querido planeta na verdade é um imenso computador orgânico que processou um programa de pesquisa de milhões de anos. A Terra foi encomendada e governada por ratos, isso mesmo, não digitei errado, ratos não são o que aparentam ser, são seres pandimensionais e superinteligentes.

Arthur e Ford,sobreviventes após a demolição da Terra antes mesmo de obter-se alguma resposta para a importante Questão, são salvos pela nave Coração de Ouro que havia sido roubada pelo presidente da Galáxia e Trillian, uma humanóide árabe. Nem o próprio Zaphod sabia bem os motivos para tal coisam mas ele está em busca de Magrathea, para muitos apenas um mito, um conto de fadas, para outros um lendário planeta famoso por seus negócios de planetas por encomenda (sim, o dos ratos).

Entendidos? Vamos ao Restaurante!

Tudo que Arthur Dent queria era uma coisa bem simples: chá. A máquina Sintetizadora Nutrimática de Bebidas deveria ser capaz de produzir a mais ampla variedade de bebidas porém o liquido produzido por ela é completamente diferente de qualquer coisa que se pareça de longe com um chá. Para a infelicidade de Arthur é insosso e intragável. Mas ele não desistiria assim tão fácil, após uma longa conversa com explicações e esclarecimentos, a Nutrimática une seus circuitos ao computador em busca do chá ideal. A nave inteira se desliga mergulhando num silêncio profundo... Todo o seu sistema estava desativado.

É nesse momento que Prostetnic Vogon Jeltz, a bordo da nave vogon inicia seu ataque contra a Coração de Ouro. Sem energia para se defender, eles não durariam mais que quatro minutos segundo cálculos de Ford. Meio poético morrer por uma xícara de chá, não acham? Em meio ao balançar da nave, enquanto apanham de meia dúzia de canhões Fotrazônicos Megadeath de 30 Destructions, Zaphod insipirado com o clima de morte no ar decide dar inicio a uma sessão espírita, invocando seu bisavô Zaphod Beeblebrox Quarto para ajuda-los a saírem vivos dessa. Mas o velhinho não parece disposto a ajudar, pois não anda muito contente com o bisneto que andara ocupado demais durante os últimos anos, a ponto de não levar se quer flores para  seu túmulo. Esse encontro é revelador, vamos entender o por quê de Zaphod fazer tantas coisas por fazer, sem motivos aparentemente bons o suficiente, como por exemplo se tornar presidente da Galáxia. No fim das contas ele não tem muita escolha...

Esse ataque á nave Coração de Ouro é por ordens de alguém que está por trás dos Vogons, responsáveis pela demolição do planeta Terra. Sim, há muito mais que um simples desvio hiperespacial. Aparentemente a nave foi destroçada, desapareceu em fumaça, porém Arthur, Ford, Trillian, Zaphod e Marvin escapam da morte mais uma vez. Desculpem pelo spoiler. Separados do restante da tripulação, que continua na nave, Zaphod e Marvin são teletransportados para Beta da Ursa Menor.

Beta da Ursa Menor é um dos lugares mais chocantes do Universo, com uma grande concentração de piscinas, em Beta nunca é noite. Não podemos esquecer que é lá que se encontra a sede de um livro de viagem bem sucedido, indispensável para aqueles que desejam conhecer as maravilhas do Universo por menos de 30 dólares altairianos por dia, sim, esse mesmo, O Guia do Mochileiro das Galáxias!

Sem saber as razões e apenas seguindo o fluxo de suas idéias Zaphod sabe que precisa encontrar Zarniwoop, mesmo sem nunca ter ouvido falar dele. Além disso, com a ajuda de Marvin, o andróide paranóide, o presidente foragido vai ter que encontrar o homem que rege o Universo, e vou confessar uma coisa, o cara é pirado, totalmente decepcionante, achei engraçado demais, irônico. Douglas Adams é genial! Mas não vai ser fácil, com um esquadrão de caças Frogstar bombardeando-os e tentando os levar para Frogstar o planeta mais maligno da Galáxia...

Parece que contei o livro todo? Parece que exagerei e falei até demais? Não mesmo! Ainda tem muita loucura a caminho... só para deixar bem claro, tudo que contei até agora acontecem nas primeiras 40 páginas e tentei expressar da maneira mais resumida possível, tem bastante detalhe importante que deixei de comentar.Comparado com o primeiro livro da série, achei "O Restaurante no fim do Universo" um pouco fraco, me diverti durante a leitura mas senti falta da presença de Marvin e Eddie, meus personagens prediletos que nesse livro não tiveram tanto destaque. Enquanto ao ritmo do enredo, foi mantido, ficamos por dentro de mil e uma curiosidades das Galáxias e toda a turma de Arthur se envolve em todas as confusões possíveis e improváveis.

Quem leu até aqui é um verdeiro guerreiro, obrigado. Sei que ando exagerando nas resenhas mas é que não consigo resenhar uma ficção científica abordando tudo "por cima". Antes que todos abandonem esse post, vou comentar sobre o Restaurante no fim do Universo, na verdade o que vocês precisam saber é que eles aprontam todas e mais algumas lá e a comida se apresenta viva para você, te seduzindo. Um tratamento bastante diferenciado.
Leiam!

3 comentários:

  1. Não achei a resenha grande nada... e adorei-a por sinal!!!
    Ivi Campos
    ivinah@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Da saga não falo muito, mas quero ler inteira!

    ResponderExcluir
  3. Li, e continuo achando Adams incrível, oq me incomoda são os finais meio fora do ar. Continuo na serie, vamos ver no que dá ;)

    ResponderExcluir

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

Resenhas

Alien - Alan Dean Foster
A tripulação da nave Nostromo é despertada antes do tempo de seu sono criogênico. Misteriosos sinais vindos dos confins do espaço são recebidos pelo computador de bordo, e a equipe é acionada para...
Star Wars: Um Novo Amanhecer - John Jackson Miller
Desde os terríveis acontecimentos em STAR WARS - Episódio III: A vingança dos Sith, quando todos os Jedi foram perseguidos e condenados à morte, Kanan Jarrus tem...
Eu, Robô - Isaac Asimov
Eu, robô reúne os primeiros textos de Isaac Asimov sobre robôs, publicados entre 1940 e 1950. São nove contos que relatam a evolução dos autômatos através do tempo, e que contêm em suas páginas, pela...
Nosferatu - Joe Hill
ictoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...

RESENHAS MAIS LIDAS

LEIA MAIS

Resenhas

Só por Hoje e para Sempre - Renato Russo
Entre abril e maio de 1993, Renato Russo passou vinte e nove dias internado numa clínica de reabilitação para dependentes químicos no Rio de Janeiro. Durante...
Espinho de Prata - Raymond E. Feist
Durante quase um ano, a paz reinou nas terras encantadas de Midkemia. Porém, novos desafios aguardam Arutha, o Príncipe de Krondor, quando Jimmy, o mais jovem...
Roleta Russa - Jason Matthews
Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de...
A Desconhecida - Peter Swanson
Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece em uma noite de...

MAIS LIDAS

LEIA MAIS