[Resenha] Garotas de vidro - Laurie Halse Anderson

22 de jul de 2013
Garotas de vidro - Laurie Halse Anderson
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630113
Ano: 2012
Páginas: 272
Classificação: 
Página do livro no Skoob

Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a notícia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer. O que começou como uma aposta entre duas amigas para ver quem ficaria mais magra tornou-se o maior pesadelo de duas adolescentes reféns de seus próprios corpos. Ao negar seu problema, Lia impõe a si mesma um regime cruel em que contar calorias não é o bastante... 
Resenha:
Quando duas garotas apostam quem se tornará a mais magra e selam isso com sangue a aposta pode ser considerado um pacto, certo? Pactos costumam ser levados a sério. Cassie levou muito a sério e acabou morta em um quarto de hotel após vomitar até o esôfago Se romper. Cassie e Lia eram amigas com planos para conquistar o mundo, brilhantes, gentis. Há 6 meses elas não se falavam, após um acidente de carro causado pela tontura que se tem quando não se come a dias, os transtornos alimentares que aterrorizavam as duas estava destruindo os planos de duas amigas que se consideravam gêmeas.  Agora Cassie descansa em um necrotério enquanto Lia enfrenta o fantasma da melhor amiga que ligara 33 vezes antes de morrer sem receber uma resposta, a balança e uma família desestabilizada que não sabe lidar com uma filha perturbada.

"Abro os olhos. Quarenta e cinco quilos. Estou oficialmente de pé sobre o Objetivo Número Um. Há! Se meus médicos soubessem, me jogariam de volta para o tratamento. Haveria consequências e repercussões porque (mais uma vez) eu quebrei as regras da Lia do tamanho perfeito.
O Objetivo Número Dois é 43 quilos, o ponto perfeito do equilíbrio. Com 43 quilos, vou ser pura.
Com 40 quilos, vou planar. Esse é o Objetivo Número Três."

Lia fora morar com seu pai, um famoso autor de livros, e sua nova namorada Jennifer a alguns meses após sair da clínica onde estava internada. A casa vazia da mãe não era um lugar aconchegante como um dia já fora, a Dra. Marrigan passa tanto tempo no hospital em suas várias cirurgias importantes que faltam momentos para se dedicar a própria filha. Preciso dizer que o ambiente familiar vai refletir na forma de agir da garota? De certa forma ela sente como se não pertencesse a lugar algum e encontra na autoflagelação um conforto. Refém do próprio corpo ela vai negar de todas as formas possíveis que tem um problema. Lia come e vomita e vomita e vomita, e malha pra perder o triplo das calorias que se pode ganhar comendo uma folha de alface. A autora não poupa o leitor de sentimento algum, adentrar nesse mundo onde garotas precisam passar fome para se sentirem aceitas foi perturbador. Lia fora internada em uma clínica após quase morrer, agora que está forte e em casa seu peso é controlado para evitar recaídas. Eu fiquei aliviado nas vezes em que a família de Lia a obrigava a comer, eu torci tanto, tanto pra que Jennifer descobrisse que ela trapaceava na hora de se pesar na balança...

"Se eu chegasse a 32, iria querer 29. Se eu pesasse 4,5 quilos, não ficaria feliz até chegar aos 2,25. O único número que seria suficiente é 0. Zero quilos, zero vida, tamanho zero, zero duplo, zero e ponto. Zerado é sinônimo de estar pronto pra tudo. Agora eu entendo."

Confusão, dor e o desejo de manter os pais distantes. Os velhos hábitos de Lia estão intensificados com a morte de Cassie. Meses atrás investi nessa leitura e acabei abandonando o livro após três capítulos, simplesmente não estava preparado. Minha teoria de que cada livro tem seu momento certo ficou mais forte, resolvi dar uma segunda chance e me apaixonei pela escrita densa e dolorosa da autora Laurie Halse. Até o desfecho dessa estória incrível, Lia poderá perceber que não existe como fazer as coisas desaparecerem para sempre mas existem pequenos passos que fazem com que um espelho importe menos. O mais cruel é saber que existem tantas outras garotas passando pela mesma situação da Lia, garotas que enxergam versões distorcidas delas mesmas e acabam em um poço tão fundo, tão fundo que talvez não haja volta. É um alerta vermelho para uma doença séria. É um livro forte e maravilhoso.

25 comentários:

  1. Ola!!
    Realmente é gritante esse assunto polêmico em nossa sociedade e como é impressionante o incentivo da mídia para dar continuidade esta doença que mata tantas adolescentes no nosso mundo. É legal a autora em sua estória abordar temas como este para nos fazer refletir sobre a gravidade do assunto.

    ResponderExcluir
  2. Uau! Parece ser impressionante mesmo! Forte, mas com um assunto que deve ser abordado e com uma lição para todos que se moldam pelo padrão de beleza, né?!
    Fiquei bem curiosa para ler!

    tatimunhoz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu estou lendo esse livro e OMG.
    já estou pensando no trabalho que terei para escrever a resenha.. O livro é muito intenso realmente, eu estou lendo ele aos poucos, porque meu estomago não esta muito forte para isso!
    Parabens pela resenha.. voce me deixou curiosa com o desfecho do livro!

    Beeijinho. Dreeh
    Livros e tudo o que há de bom

    ResponderExcluir
  4. Meldels, quando vi a capa achei que era mais um desses draminhas a toa de menina que quer e matar pq o namorado é um vampiro, mas veeshh!
    Tema bem pesado mesmo, algo que me incomoda muito, e tem que ser tratado com bastante delicadeza.
    Interessadissima!

    ResponderExcluir
  5. oi ^^
    eu li o livro recentemente e posso afirmar, as coisas descritas me chocaram, eu não sabia que existiam garotas assim, aliás eu achei que o nome brasileiro combinou mais que o em inglês(wintergirls)
    sei lá, garotas de vidro tem mais a ver...sabe...garotas que podem se quebrar apesar de se sentirem "forte"
    também ficava em desespero querendo que ela comesse, eu adorei a resenha, me senti do mesmo modo
    concordo com sua classificação
    bjus

    ResponderExcluir
  6. Eu comprei esse livro porque achei a capa linda e não tinha ideia do que se tratava!
    Nossa, que forte, que intenso... Acertei na escolha pelo visto!
    Adorei a resenha! Adoro tua forma de escrever! =)

    beijos
    soueupri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Comecei a ler o livro em PDF e logo no começo pude perceber que é um enredo tenso, como era de se esperar, já que se trata de distúrbios alimentares.
    Não terminei o livro, mas vou comprá-lo. Fiquei curiosa desde o começo

    ResponderExcluir
  8. Que perfeito esse livro, historia fascinante \o

    ResponderExcluir
  9. Ganhei esse livro de presente de aniversário de uma colega da faculdade, ambos fazemos Nutrição, imagina ver aquilo estudado nas páginas do livro. É uma ficção que beira e muito a realidade. Me senti angustiado pelas agonias sofridas pela Lia. Achei o livro denso, porém a escrita e descrições da autora são geniais, uma ótima leitura mas, assim como você disse, tem que estar preparado. Abraço!

    De Frente com os Livros

    ResponderExcluir
  10. Olá,a primeira vez que vi este livro,o que me chamou atenção foi sua capa,que realmente é incrível!E depois quando li a resenha fiquei surpresa pois não sabia como a história era tão impressionante..realmente tenho muita vontade de lê-lo me parece uma história que realmente vale a pena ser lida.bjs

    ResponderExcluir
  11. Quero muito ler este livro, já tive que enfrentar este problema em minha família... Minha irmã quase morreu mas graças a DEUS ela sobreviveu e se recuperou, a batalha foi árdua contudo vencemos...
    Tenho medo de chorar muito durante a leitura.

    ResponderExcluir
  12. Quero muito ler esse livro, mas to em abstinência-consumista-literária por um tempo, hahahaha. Mas sou apaixonada por essas temáticas, acho que dão uma profundidade muito maior pra história.

    Ótima resenha, querido. Beijos!

    Raquel
    www.pipocamusical.com.br

    ResponderExcluir
  13. Bem interessante esse livro. Confesso que estava julgando outra historia pela capa do livro, mas quando voce vai ler, vc ver que é relacionado a coisas que realmente acontecem/existem e são um problema sério. Gostei do livro, pois apesar de envolver isso de piloto para nós, ainda haverá inumeros conflitos. Curti.

    ResponderExcluir
  14. Nossa, livro forte mesmo ;O
    Também julgava esse livro pela capa como o moço acima... mas realmente... parece ótimo... e perturbador.

    ResponderExcluir
  15. É um tema muito interessante de se ver abordado em uma história. Gosto de conferir quando é assim, não tem aquela coisa médica, com uma trama envolvida é muito melhor para entender como uma pessoa se sente e como é a sua vida. Ao menos foi isso o que achei desse livro, é como uma experiencia de aprendizagem mas de um modo bom de ler.

    ResponderExcluir
  16. Nossa, muito interessante, muitos livros p pouco tempo e dinheiro haha.
    Bjoks!

    sonholiterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Primeira vez lendo a resenha desse livro e me surpreendo. É um tema muito forte e pouco comum, pois os vários autores tem como tema principal o amor. Quero muito ler esse livro até porque sinto que uma parte dele tem tudo a ver comigo ;)

    ResponderExcluir
  18. a proposito eu ganhei aqui no blog *-*

    ResponderExcluir
  19. GAROTAS DE VIDRO *o* Nossa, esse livro é lindo mesmo. Saudade da Lia e da Cassie :c me identifiquei com o livro, embora seja um pouco menos exagerada ;s História linda *-*

    ResponderExcluir
  20. "Zero quilos, zero vida, tamanho zero, zero duplo, zero e ponto."
    Nossa, o livro parece ser bem interessante.

    ResponderExcluir
  21. Finalmente comprei este livro, achei ele tão minha cara que eu precisava tê-lo. Eu tenho a paranoia com meu peso e acho que esse livro é ideal para que eu leia. Nunca tinha encontrado nada igual

    ResponderExcluir
  22. Li um livro que também falava sobre distúrbio alimentares, e é tão triste isso que me deixa angustiada, sei que toda menina que ter o corpo perfeito, que chamem a atenção, mas não consigo entender essa obsessão pela magreza. Acho que isso não faz ninguém feliz, e o que essas meninas precisam é de apoio e amor independente de como é seu corpo.. Amei sua resenha

    ResponderExcluir
  23. Tenho esse livro há um tempinho na minha estante. Só não o li ainda, por que acho que a história é forte.

    ResponderExcluir

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

TERROR

Jantar Secreto - Raphael Montes
Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de...
Jogos Macabros - R. L. Stine
Conhecido mundialmente por seus livros de terror e suspense, com centenas de milhões de exemplares vendidos, R. L. Stine desponta no cenário da ficção juvenil pela genialidade na criação de enredos sinistros...
Psicose - Robert Bloch
O clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O livro teve dois lançamentos no Brasil, em 1959 e 1964...
Nosferatu - Joe Hill
Victoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...
O Vale dos Mortos - Rodrigo De Oliveira
Com passagens por Brasília, Estados Unidos, China e França, O Vale dos Mortos baseia-se na profecia de que um planeta intruso ao sistema solar, ao raspar por nossa...

FANTASIA/ POLICIAL

LEIA MAIS

ESPECIAIS ♥

Juntando os Pedaços - Jennifer Niven
Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar...
O Livro de Memórias - Lara Avery
Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível.E nada vai ficar em seu caminho — nem mesmo uma rara doença...
Simon vs. a agenda Homo Sapiens - Becky Albertalli
Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da...
Quando finalmente voltará a ser como nunca foi - Joachim Meyerhoff
Isso é normal? Crescer entre centenas de pessoas com deficiência física e mental, como o filho mais novo do diretor de um hospital...
Eu Te Darei o Sol - Jandy Nelson
Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia...

POLICIAL

LEIA MAIS